Alex

Campeã de Gwynharwyf

Description:

Nome: Alexia “Alex” der Maur

Alignment: Chaotic Good

Raça / Gênero: Humana, Feminino

Classe: Barbarian 6 / Champion of Gwynharwyf 4

Idade: 24

Altura: 180cm

Peso: 71kg

Busto / Cintura / Quadril: vai se fuder

Sobre a personagem:

Estilo de luta: A estratégia que Alex cultivou na sua vida como bárbara se resume em aplicar a maior quantidade de dano possível, eliminando alvos perigosos um de cada vez e destruindo obstáculos com facilidade. Para isso ela depende de bastante mobilidade, o que lhe dá preferência a armaduras leves. Sua principal técnica é o Leap Attack, que combina um salto poderoso com sua investida, triplicando o estrago que sua espada pode fazer, já não bastando que sua agilidade lhe permite atacar repetidas vezes no final da investida (Pounce).

Alex gosta de dar preferência a um único tipo de arma por vez, que no momento é um falcione bem grande (e NÃO um machado) (adamantino +1 brutal surge). Se não for arma de duas mãos não serve pra ela, Alex insiste.

Como qualquer bárbaro, Alex é extremamente resiliente, e nem pisca ao se machucar para atacar ou proteger seus amigos. Sabendo muito bem disso, ela chama atenção dos inimigos para desviar sua atenção de seus aliados mais ‘delicados’. De outra forma, ela também tem uma estratégia inversa de proteção: fazer uso de intimidação e de sua fúria assustadora para colocar os inimigos para correr. Dá no mesmo.

Quando passou a seguir o caminho de Gwynharwyf, Alex foi abençoada aos poucos com magia divina não muito diferente da que estudou quando aprendiz de clériga, magia essa que, surpreendentemente, podia conjurar mesmo no meio da sua ira de bárbara. Assim, além de proteger seus aliados com magias que transferem parte dos seus ferimentos para si mesma, após a batalha ela faz questão colocá-las em prática curando-os.

Fora isso, ela passou a desenvolver características de Eladrins, à imagem da própria entidade Gwynharwyf, como maior robustez física, resistência aos elementos e a encantamentos e fortitude e reflexos aprimorados. Sua fúria divina se tornou tão tremenda que invoca o medo no coração de qualquer inimigo que se aproxime ou seja ferido (violentamente) por ela.

Atualmente: O que era uma tentativa de desmantelar uma quadrilha que escravizava pessoas se tornou uma missão para eliminar um miasma maligno que reapareceu para destruir tudo à sua volta, culpa de um certo velho escroto verdeminiano ao que parece. No caminho, conheceu seus aliados desta aventura, na descrição dela mesma:

Xanian: Destaque de escola de samba luminoso. Tirando isso e o dinossauro celestial também luminoso é um cara muito foda e que fica na dele nos lugares natureba e tals. É mais foda ainda quando faz aparecer os ursos / jacarés gigantes pra comer os inimigos. Transformou o Mardak em bixa.

Mardak: Um cara meio 171 mas que se mostrou aceitável de se trabalhar junto quando soube de suas intenções de acabar com a quadrilha escravagista. Ele já era delicado quando humano, mas quando quase morreu e o destaque de escola de samba (Zenya?) o transformou em elfo, definitivamente virou bixa. Entretanto, a sua habilidade de colocar todo mundo desmaiado sem ter que machucar ninguém ganhou vários pontos com ela.

Valaina: Valaina é provavelmente o aliado favorito de Alex no momento, já que eles se identificam como guerreiros divinos com intenção (em geral) boa. Embora ele seja meio-elfo, e portanto meio (gesto bixa), ela ficou impressionada com o seu estilo complicado de batalha, suas táticas (também complicadas) e a habilidade dele de ajudar a todos (deixá-la bater mais nos bichos nojentos) e fuder com os inimigos em poucas manobras. Além disso, ele tem 743291+ armas, o que é foda também. Ela gosta de treinar com ele e aprender um pouquinho de suas disciplinas marciais.

Oolanda: Uma gnoma nerd cdf muito fofa que Alex gosta de dar bronca (mas não muito, pois ela é uma wizard foda ilusionista e Alex não quer ficar catatônica / esquizofrênica tão cedo). Por ser pequenininha, Alex sente a obrigação de mantê-la fora do perigo mais do que todos. É viciada em estudar, e embora isso irrite Alex ela admira muito mesmo sua inteligência.

Bio:

Filha de um clérigo de Heironeous de Mantis Claw, teve uma infância confortável sem nada lhe faltar, sendo até um pouco (muito) mimada. Seu caminho seguiria naturalmente o de seu pai, e para isso desde cedo foi introduzida com rigor aos estudos divinos.

Entretanto, quando entrou na adolescência parecia que não se tornaria a filhinha que o papai queria, quando em vez de estudar preferia brincar, e, ocasionalmente, meter a porrada nos molequinhos da igreja, entre outras confusões. O fato de que era uma garota alta e atlética ajudava bastante. Os estudos não iam nada bem (acredita-se que a wisdom dela na época era entre 7-8 – hoje, é 14)

Tudo culmina aos 16 anos, quando conhece os Leões de Mal Kov, grupo de bárbaros do continente do sul que viajava pelas terras do norte e vinha arranjando encrenca nos entornos de Mantis Claw.

Ela encontra um dos bárbaros mais jovens do grupo, aprendiz ainda, de nome Hanz. Os dois passam a se meter em encrenca junto, por trás das costas do pai de Alex, e o jovem se torna seu melhor amigo. Ajudou o fato de que Alex tinha uma excelente predisposição física para quebrar coisas e meter a porrada em quem lhe convinha, ao invés de ficar sentada atrás de livros.

O grupo de bárbaros de Hanz pretendia voltar para as ilhas Mal Kov, entretanto, e, frustrada com um estilo de vida que nada combinava com ela, Alex é facilmente convencida pelo amigo a fugir de casa e juntar-se a eles. Ela deixa uma pequena carta para o pai explicando o motivo de sua insatisfação e que iria buscar algo de que realmente gostasse. Anos depois, ela ainda não sabe se o pai a buscou de volta ou não.
Sua posição no bando de bárbaros ganha destaque, mas não tanto quanto a de Hanz, que anos depois torna-se líder do bando. Seu relacionamento com o jovem também se torna mais íntimo.

Entretanto, durante sua estadia no grupo Alex não só experimenta as dificuldades do seu novo estilo de vida, mas presencia alguns atos que iam além dos valores que seu pai lhe ensinara quando pequena. Os Leões de Mal Kov não mais saqueavam para auto sustento, mas por diversão, e Hanz se tornava uma pessoa irreconhecível do menino que conhecera anos atrás.

alex2.png

Confusa com suas decisões na vida e conflitos de valores, que iam contra a ideologia de Heironeous junto à qual cresceu, Alex foge novamente, de volta para seu continente de origem e arriscando a represália de seu grupo, embora não retornando imediatamente a Mantis Claw. Mas essa fuga só fora possível com a ajuda de uma Eladrin que a estivera observando secretamente de longe, Melissa. Ela oferece ajuda para viajar com uma condição: que Alex apenas tomasse um tempo para conhecer e estudar a entidade Gwynharwyf, e refletisse se uma dedicação a ela serviria como um novo caminho. Depois disso, as memórias de Alex não são muito boas, e Melissa havia desaparecido. Mas Alex estava livre para recomeçar, e ganhou as ferramentas para isso, inclusive uma cota de malha de mithral élfica de presente. Passou a manter clareza mesmo durante seus ataques de fúria, poupando inocentes e impondo a punição divina do pior tipo para os verdadeiros merecedores; bárbaros da lenda que passam a seguir esse caminho são chamados Campeões de Gwynharwyf.

Assim, no momento Alex se dedica a decifrar esse caminho divino, servindo Gwynharwyf em várias missões que encontra pelo caminho, enquanto se prepara para enfrentar seu pai após 8 anos ao mesmo tempo que despista o seu ex-bando de bárbaros – e mais especificamente o seu ex (Hanz) – que deixou para trás.

Alex

Verdeminian's Echo clararp